SEGREDANDO ANSEIOS,DEMENCIAS E ILUSÕES...





Reparto contigo ... a voz
das sombras...
Segredando anseios, demências
e ilusões...




Desce dos lábios, devagar...
penetrando nas chamas rubras...
do meu corpo...



Estás no limite – da língua
e no timbre,
do meu olhar...




O rosto inclina-se,
sob os ombros...
enquanto os cabelos tecem fulvos murmúrios
no teu peito...




A tua nudez resplandece, no gume...
à boca viva que te despe,
de luz...



Amar-te-ei sob o lume , da terra...
o flamejar, da noite
a lava, do teu ventre...



E recolhendo as águas,
nas mãos...
desejar-te-ei como perene reflexo
na penumbra, ardente..






Posted on quinta-feira, julho 30, 2009 by C.S. and filed under | 5 Comments »

PRESSAGIO...



Presságio

Ela há-de vir como um punhal saliente
Cravar-se para sempre no meu peito.
Podem os deuses rir na hora presente
Que ela há-de vir como um punhal direito.
Cubram-me lutos, sordidez e chagas!
Também rubis das minhas mãos morenas!
Rasguem-se os véus do leito em que me afagas!
— A coroa de ferro é cinza apenas...
E ela há-de vir a lepra que receio
E cuja sombra, aos poucos me consome.
Ela há-de vir, maior que a sede e a fome,
Ela há-de vir, a dor que ainda não veio.

Pedro Homem de Mello, in "Príncipe Perfeito"





Posted on domingo, julho 26, 2009 by C.S. and filed under | 3 Comments »

ESTA NOITE...




Esta noite
no silêncio destas paredes sombrias
cheias de palavras consumidas
a lua dança com gestos de encantamento
e as estrelas sorriem de prazer



Esta noite
invento-te nesta distância magoada
onde as palavras repousam
nos lábios ausentes que riem e se alimentam
de sabores sonhados



Esta noite
arde uma fogueira de nostalgia
e o mistério absorvente da tua luz
entra em mim mansamente



Aqui
longe de ti e de tudo
sinto-me bem dentro de ti
e deixo-me ficar



"António Sem"

Posted on terça-feira, julho 21, 2009 by C.S. and filed under | 6 Comments »

NO SEGREDO DAS TUAS PALAVRAS...NA CONFISSÃO DAS MINHAS!

NO SEGREDO DAS TUAS PALAVRAS...







Quero-te
com a suavidade
com que entraste na minha vida


com a fúria
dos sentimentos que despertaste


com a loucura
que o teu corpo me sugere




com a certeza
do brilho nos teus olhos


com a calma
que sinto ao teu lado


com a ânsia
com que espero o teu beijo


Quero-te
apenas te quero...





NA CONFISSÃO DAS MINHAS...






Chama por mim...
Grita-me bem alto


como se as sílabas te queimassem os lábios
sopra-o com suavidade


para que o vento apareça
para que esvoaçem os teus cabelos


para que aconteça...





Porque eu cresço para ti
sou eu dentro de ti


0 que te deixa perdida
e te conduz a um lugar


Sem tempo nem contorno
Porque apenas para os teus olhos


Sou gesto e cor...


E dentro de ti
me recolho ferido de prazer


Exausto do esforço
nos teus olhos sorri.






Posted on domingo, julho 19, 2009 by C.S. and filed under | 6 Comments »

DIA DE SONHO...





Notava-se a olhos vistos que ele andava diferente ultimamente...
Notava o mordomo com um ar de felicidade...Aquele rosto quase sempre triste,enigmático,era mais aberto...sorria,conversava mais!
Ainda bem para ele,pensei...
Impossibilitado de ir ver a casa de férias e as suas condiçoes,tinha pedido que levasse a Marta,a governanta e fossem tratar disso uns dias antes...
No dia marcado saíram de manha cedo...não sei porquê ,sentia-o ansioso...
Depois de uma longa viagem,eis que chegaram ao destino...



Uma localidade á beira mar, com um sol radiante,algo ventoso,mas com o seu encanto.
Decidiram ir tomar um café,antes de se dirigir á residencia de férias.
Numa esplanada apreciaram o sol...o mar!
Nas várias trocas de olhares,sentia-se a cumplicidade,o desejo dos lábios,do toque...
Voltaram ao carro,mas enquanto caminhavam ele pegou-lhe na mão e abraçando-a, beijou-a docemente.



Os seus lábios eram sedosos,quentes e viciavam a sua boca...O abraço sente-se mais apertado,e ele sente a leveza do corpo de Marta por baixo daquele fino vestido que a fazia ainda mais linda.
Os olhares das pessoas que passavam na rua,curiosos,levou-os a entrar no carro...
Mas o desejo aumentava a cada olhar...Apetecia devorarem-se um ao outro ali mesmo.
No entanto tinham trabalho a fazer...




Chegados á residência de férias e mal tinham fechado a porta,Marta abraçou-se a ele, beijando-o num daqueles beijos em que o desejo transborda intensamente...
Os seus lábios enlouquecia-no ao passar no seu pescoço,no seu peito que ia ficando a descoberto aos poucos...



Marta sabia que os seus beijos no pescoço,nas orelhas que davam uma excitação louca...sentia-o enquanto lhe desapertava as calças.
O mordomo delirava...tirara-lhe facilmente o vestido,o soutien e lambia-lhe os mamilos lindos,tesos,grandes...



As suas mãos percorriam o corpo de Marta,sentindo aquela pele macia,sedosa...linda. Levava-a a suspirar a cada toque com a sua lingua nos mamilos...
Deitando-a sobre a cama,continuou beijando Marta que entretanto o obriga a deitar-se,percorrendo o corpo do mordomo de beijos...



A sua lingua demorou-se no seu peito,no umbigo...e eis que provoca um suspiro de loucura do mordomo quando Marta passa a sua lingua pelo pénis,quando o mete boca quente,escondendo-o...lambendo-o na busca de lhe dar prazer. Sabia que sim,tal a intensidade dos gemidos do mordomo...
Marta sentia-se molhada com tanto desejo. Enquanto beijava aquele pénis,tocou-se,gemendo baixinho...
O mordomo queria tocar naquela gruta de prazer imenso...estava encharcadinha. Que vontade de a ter na sua boca.



Pediu a Marta para o deixar lamber,levando-a a colocar o seu sexo na boca do mordomo enquanto continuava a deliciar-se chupando-o.
O mordomo sentia aquele sabor na sua lingua,sentia aquele clitóris rosadinho a cada passagem da sua lingua...Sabia que isso excitava Marta!




Desejosa de se sentar em cima dele,Marta não demorou a fazê-lo,mexendo o seu rabinho,enquanto o mordomo acariciava e lambia os seus mamilos...
O mordomo não aguentou mais...a cada gemido de Marta,a tesão aumentava...gritaram os dois de imenso prazer!!
Ficaram lado a lado,sorrindo...cansados! Mas felizes.




O mordomo acariciava ao de leve Marta,dizendo-lhe palavras meigas,mimando-a e recebendo o miminho e os sorrisos de Marta...
Ficaram assim alguns minutos,trocando caricias,beijos e provocaçoes.
Marta deitou-se ,ficando as suas costas á merçe do mordomo ,que as beijou,que passava ao de leve a sua lingua,provocando arrepios de desejo a Marta.
Aqueles gestos deixaram Marta louca ...Queria-o de novo...queria senti-lo por trás,queria que ele a agarrasse e possuísse assim...



Com as mãos na sua cintura,puxando-a em movimentos ritmados,o mordomo tomou-a sua!! Em movimentos frenécticamente loucos,apenas pararam quando atingiram o orgasmo,suspirando e gemendo como loucos...
Deitaram-se lado a lado,descansaram um pouco...



Já era tarde...tinham algumas tarefas a realizar e a hora do almoço já tinha sido á muito.
Depois de um refrescante banho e alguns pormenores resolvidos,decidiram saír para almoçar...
Marta escolheu o restaurante...estavam esfomeados!
Num restaurante mesmo á beira mar,completamente vazio,pois já era tarde,sentaram-se partilhando sorrisos a acompanhar o vinho que lhes soube muito bem...
Já a tarde ia a meio quando saíram...ainda tinham que tratar alguns assuntos na casa!
Mas o sol...o cansaço,a preguiça e o vinho,resultaram em uma ida para a varanda,apreciando aquele mar e sol mesmo ali em frente....
Sentiam-se bem,mas sabiam que tinham de se despachar.



Incansaveis nos miminhos mutuos,nas caricias nos beijos,entregavam-se aos prazeres da excitaçao.
O mordomo provocava Marta,acariciando-a nas coxas,passando a mão sobre o ninho de loucura que era o sexo de Marta.
Beijou-lhe o pescoço,os mamilos que se escondiam sobre o vestido.
Marta avisou-o...-Não me provoques!
Ele riu...Adorava deixar Marta com aquele brilhozinho nos olhos.
Marta não se deteve...Mesmo ali na varanda começou a desabotoar a camisa ao mordomo...beijando-lhe o peito,lambendo a sua barriga enquanto desapertava as calças.
O mordomo avisou-a de que estavam a ser observados pelas pessoas que iam na rua,a escassos metros...



Entraram em casa...
A tesão tomava-lhes os sentidos...
Com loucura,o mordomo despiu Marta,deitando-a na cama,cobrindo-a de beijos...



Marta gemia..contorcia-se fora de si com aquela lingua que a penetrava,com aqueles lábios que a chupavam, que lhe devoravam o clitóris!
Era tão lindo ver Marta louca ...



Ele adorava o sabor do sexo de Marta...não se cansava de passar a lingua...e ouvir Marta gemer! Ainda lhe dava mais tesão!
Não aguentando mais,abriu as pernas de Marta e entro dentro dela como se o mundo fosse terminar daí a segundos!!



Sentiu as mãos de Marta nas suas costas,nas suas nádegas,puxando-o ainda mais para si...
Estavam loucos...Queriam o mais lindo orgasmo!



Voltando Marta de costas,e fora de controlo,penetrou-a com muito desejo,gemendo e gritando que estava a vir-se ,ao que Marta lhe respondia: - Sim, vem...vem meu querido!
Deitados na cama,de mãos dadas,palavras de mimo e carinho eram trocadas consoante o cansaço os deixava...
Sabiam que tinham de regressar a casa, já se fazia tarde!
Mil e um pensamentos invadiam as suas mentes...
Estava feliz o mordomo...
Assim que entrou na mansão, o seu rosto era sinónimo disso...
Marta era mais reservada...O silêncio tomava o lugar das palavras que não lhe saíam...
Nessa noite o cansaço levou-os cedo para a cama...
Tinham tido um dia intenso...de desejo,de loucura..de entrega ...de paixão!
Um dia de sonho...

Posted on segunda-feira, julho 13, 2009 by C.S. and filed under | 6 Comments »

DELICIOSA MEMÓRIA...




Surge o clarão na memória...
Basta-me fechar os olhos,e a tua presença ocupa toda a minha memória.
Guardo o teu olhar,bem fundo nos meus olhos.



Arrepio-me por conseguir sentir o prazer do teu corpo roçar no meu...
Da doçura insaciável da tua boca na minha carne...





Da loucura do teu estremeçer na minha lingua...



Novos clarões encandeiam e avivam a minha memória...
Trazem um turbilhão de sensaçoes,igual ao que nos inundou sem parar...
Tal como os aromas do prazer,que sinto sempre que a minha memória é iluminada pela tua presença...








Posted on sábado, julho 11, 2009 by C.S. and filed under | 3 Comments »

A AMARGURA DE UM SONHO...

A troca de olhares deu lugar a um sorriso sincero.



A seguir a um caloroso e intenso beijo,pegou-me na mão,guiando-me por entre gente que sorria,que ria, que estava feliz...
mas não tanto como eu...
De repente parava,encostava o seu corpo ao meu e beijava-me,perdendo a noção do tempo,pois apenas a excitação da sua língua na minha,o apertar do seu corpo,sentindo todas as suas curvas !
Ligou a música quando entrámos no carro,colocando a sua mão na minha perna provocando-me um arrepio que me percorreu ,sendo instintivo procurar tocar-lhe na pele macia das suas coxas que surgiam sobre aquele fino vestido que trazia...
Nestas pequenas mas delirantes caricias,percorremos os poucos kilometros que nos separavam do hotel...
Mal entrámos no quarto,
descalçou-se num movimento de pura sensualidade,
enquanto olhava para mim com olhos gulosos, movendo lentamente o corpo, despindo-se numa dança provocadora.



Num impulso abraçou-me e beijou-me demoradamente, num daqueles beijos, que parecem demorar uma eternidade de prazer.Ao ouvido,sussurrou-me que queria enlouquecer-me...
Desapertou os botões da minha camisa beijando-me o pescoço,o peito ...



Despiu-me as calças, que não conseguiam disfarçar o meu desejo, a minha tesão.
Olhava para mim... e puxava-me, cada vez mais para junto dela.




Senti as suas mãos agarrarem no meu sexo,e senti a sua boca, os seus lábios, a sua língua, deliciarem-se com o meu desejo.



Gemi com vontade louca e voraz.
A sua boca quente extasiava-me de prazer...
As minhas mãos afagavam-lhe o cabelo,como que incentivando-a para não parar...
Devorava-me enquanto os seus dedos roçavam o seu clitóris.



Ouvia os seus gemidos abafados pela sua boca preenchida pelo meu pénis.
Tremiam-me as pernas com o aproximar da minha explosão ...
Senti que me queria dar esse prazer.
Quase gritei ...




Lentamente levantou a cabeça,e sorriu quando os meus gemidos terminaram...
Levantou-se,e beijei-a num abraço apertado,sentindo o seu peito inundado pelo meus prazer.
Ajoeilhei-me a seus pés...Queria ter o sabor do seu sexo na minha boca.




Os meus lábios sentiram o seu calor...A minha lingua,o seu desejo, quando mexeu as ancas na busca de que entrasse mais dentro dela.
Gemia ...
Deitei-me na cama puxando-a pelo rabo ,para a poder lamber todinha...



Inclinada para trás,sentia o seu orgasmo no movimento do seu rabo...
Que momento louco...
Contorcia-se gemendo incontrolada...
Abrindo as pernas,o meu pénis entrou nela lentamente...




Sentia que se apertava com todos os seus musculos...
Tal como uma ninfa amazona,cavalgava sobre mim,em busca de prazer...
Com as mãos nas suas mamas,sentia o bater do seu coraçao naquele mesmo ritmo...



Com a mesma velocidade com que se pusera em cima de mim, brindou-me com o seu rabo espetado ,colocando-se de gatas...
-Possui-me assim com força...Dá-mo todo!
Agarrei a sua cintura e rocei levemente o meu pénis no seu clitóris!




-Dá-mo agora! TOOOOOODO!!!
E sentindo o seu desejo,puxei-a para mim num ritmo bem grande,ouvindo os seus gemidos cada vez mais fortes até se vir para mim...
Sabia que também eu estava quase...
Deitou-se de costas na cama abrindo as pernas,oferecendo-me a sua vagina!
Levantei-lhe o rabo,ficando á minha merçê.




E gritei incessantemente de prazer enquanto o meu orgasmo escorria sobre o seu sexo...sobre a sua barriga...




Deitei-me sobre a cama colocando o meu braço sobre o seu peito...
Olhei para o seu rosto...sorriu ao meu olhar !
Fechei os olhos...
...
Acordei do sonho...a tristeza tomava conta de mim novamente!
Quero repelir os sonhos...
Quero não sentir a tristeza de abrir os olhos e ver que apenas tenho o sonho...
Hoje...mais que nunca...não queria que terminasse assim!
Hoje...
Quem me dera que existisse em nós o tal botãozinho imaginário que a um clic,colocasse o nosso pensamento em off...
Hoje...Agora!!

Posted on domingo, julho 05, 2009 by C.S. and filed under | 4 Comments »